Pular para o conteúdo principal

[Destino Asiático] Conheça a Ilha de Jeju: A maior Ilha da Coreia do Sul

Primeiramente gostaria de dizer que essa coluna será realizada com 10 destinos da Ásia, para que possamos conhecê-la mais a fundo 
Gostaria de agradecer a todos que apreciaram a primeira postagem dessa coluna, na qual falei sobre a China, em especial à Fabrinia Almeida por me encorajar tanto a fazer esse trabalho, e por me inspirar a escrever sobre. 


Introdução & Informações Gerais
A Ilha de Jeju é a maior da Coreia do Sul, que foi criada há mais de 2 milhões de anos a partir de erupções vulcânicas, localizada entre o Mar do Japão e o Mar da China Oriental.
 Com pouco menos de 2000 km2 de extensão, a apenas 64 km em relação à Península Coreana, é dominada pelo Hallasan, um vulcão extinto, rodado por sua vez, por 360 vulcões por Satélite. Jeju é composta por três principais características: ventos ostensíveis, rochas esplêndidas e mulheres, pois a população da mesma é formada por mais mulheres do que homens. Os residentes vivem da pesca, do cultivo de tangerinas e do turismo, tendo a ausência da industrialização.
Depois de Seul, o lugar mais famoso no país é a Ilha de Jeju, entretanto, nem sempre foi assim. O boom se deu nos anos 1970, quando se tornou um ponto preferencial de casais coreanos recém-casados e logo passou a simbolizar o romantismo em um lugar inesperado, próximo e por sua vez, distante, com o profundo contraste das maravilhas naturais que esta oferece. Não demorou para que cada vez mais pessoas se dessem conta do local e recebesse seu devido reconhecimento:
Em 2002, foi nomeada pela UNESCO como Área Mundial de Reserva da Biosfera, sendo que a sua última revisão periódica mais recente se deu no ano de 2013, segundo informa o próprio site oficial da Instituição.
No dia 27 de junho de 2007, o Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO designou a localidade como um Patrimônio Natural Mundial sob a denominação de “Ilha Vulcânica e Tubos de Lavas de Jeju” e, finalmente em 2010 ganhou o título de “Geoparque Global”. Por conta de tais reconhecimentos a Ilha de Jeju é considerada a “Triple Crown” (Coroa Tripla) da UNESCO!


Clima, paisagens e atrações turísticas
Diferentemente da Capital, Jeju possui em si um clima subtropical com temperatura média de 15.2º C, e com pluviosidade significativa ao longo do ano, sendo agosto, o mês com maior precipitação, e dezembro o mês mais seco.
A beleza natural da Ilha conta com mais de 1800 espécies de vegetação, dezenas de cervos e incríveis paisagens panorâmicas de modo que os turistas são capazes de desfrutar a beleza em todas as estações do ano, com as cores específicas de cada uma: as brilhantes flores amarelas na primavera, que se estendem por toda a ilha, as vistas das praias douradas e com águas cristalinas, e do mar no verão, o castanho claro das canas no vento de outono e o branco dos flocos de neve no inverno.
Em Jeju, os turistas são capazes de aproveitá-la com atividades físicas e/ou esportivas como caminhadas, ciclismos, parapente, windsurfe, mergulho, caça, equitação, natação e excursões a barco. Dentre algumas das principais atrações em Jeju, podemos citar




Aldeia Folclórica Seongeup (성읍민속마을)
Localização: Seongeup-ri, Pyoseon-myeon, Namjeju-gun, Seogwipo-si, Jeju-do.
A aldeia se encontra localizada ao pé do monte Hallasan, a 8 km de distância em relação ao norte de Pyoseon-ri. É um lugar que conserva perfeitamente as características tradicionais da Antiguidade. Abrange grande quantidade de patrimônios culturais, tangíveis e intangíveis, e como os aspectos folclóricos permanecem em muito boa condição foi designada como Aldeia Folclórica e está sendo protegida. Entre os patrimônios culturais tangíveis se destacam: as casas antigas, escolas confucionistas, instituições públicas, Dolharubang (estátua de pedra do avô), gravuras em pedra, etc. E entre os patrimônios culturais intangíveis estão: cantos, jogos, comidas e artesanatos tradicionais que até hoje se praticam. E, claro, não podiam faltar os patrimônios naturais: nesta área podem-se observar árvores com mais de 500 anos!
Para chegar lá usa-se o transporte interurbano de Jeju. Ao pegar o ônibus rumo a Pyoseon, desça na parada de Seong-eup. Circula regularmente, com duração de 40 minutos. A entrada é gratuita.





Cataratas Jeongbang (정방폭포)
Localização: Chilsimni-ro 214beon-gil 37, Seogwipo-si, Jeju-do.
As Cataratas Jeongbang são as únicas na Ásia que desaguam diretamente ao mar. Sobre o paredão das Cataratas, há uma inscrição na qual se diz “Seobulgwacha”, referindo-se a Seobul que foi um funcionário do imperador chinês Jin (259~210 a.C.), que havia recebido a ordem de encontrar o sustento que tornaria seu imperador imortal. Se diz até que Seogwipo recebeu esse nome porque Seobul voltou ao seu país pelo Oeste. As Cataratas Jeongbang se encontram em um penhasco de frente para o mar, e um antigo pinheiro se encontra de pé ali, como se fosse cair ao oceano em qualquer momento. Indo a uns 300 metros a mais, achará outra catarata, a Sojeongbang, que é um fabuloso lugar para descansar durante o verão. Sobre o penhasco há um observatório desde o qual poderá apreciar a sua vista com o delicado panorama do mar circundante.





Entrada: Adultos (individual) 2000 wons/ Grupal (com mais de 10 pessoas) 1400 wons.
Estudantes e crianças (individual) 1000 wons/Grupal: 500 wons
Idosos com mais de 65 anos e deficientes: Grátis

Transporte:
Em Jungang-ro (중앙로) na cidade de Seogwipo-si, pegue o ônibus urbano rumo a Bomok (보목) e desça na parada do Hotel KAL - Cataratas Jeongbang (정방폭포).

Praia Hyeopjae (협재해변)
Localização: Hyeopjae-gil, Hanrim-eup, Bukjeju-gun, Jeju-do.


A praia Hyeopjae se encontra situada no lado Oeste de Hallim-eup, e forma uma parte integrante do Parque Hallim, e possui capacidade para comportar 6000 pessoas. Sua branca areia possui um monte de poeira de conchas marinhas desintegradas mescladas, e apenas mais para longe da praia se encontra a ilha Biyangdo. Tem uma larga costa de 9 km de longitude e bosques perenes e águas marinhas de cor de cobalto, que se encontra salpicado aqui e ali, formando uma paisagem extraordinariamente bela. Sua praia de areia branca tem uma extensão de aproximadamente 20 metros e suas águas de apenas 1,2 metros de profundidade com uma suave inclinação, faz dela um excelente lugar para as férias em família. Há inúmeras instalações de conveniência disponíveis como compreendem vestuário, chuveiros, fonte de água potável, centro de descanso, centro de emergência marítima, centro de serviços médicos, restaurantes, entre outros pontos comerciais.
Na área de bosques perenes está permitido acampar, no entanto, comporta umas 200 a 300 pessoas.
 O Parque Hallim tem próximo a ele um arvoredo subtropical, as grutas Hyeopjaegul e Ssangyonggul que fornece interessantes pontos de atração turística. A costa sul da praia Hyeopjae se conecta com outra praia chamada Geumneung, e ambas são denominadas em conjunto “Praia Hyeopjae”. Assim mesmo, desde qualquer praia da Ilha Jeju-do, conseguirá ver sempre o Monte Hallasan.





Transporte público interno da região:
Na cidade de Jeju ou Seogwipo pegue o ônibus que parte para Rodovia Nacional 1132 e desça na estrada do Parque Hallim (duração de 40 a 50 minutos).

Rocha Yongduam (용두암)
Localização: Yongdam2-dong, Jeju-si, Jeju-do.



Yongduam é uma rocha vulcânica que se formou como resultado de uma erupção produzida há 2 milhões anos, aproximadamente. Tem 10 metros de altura e 30 metros de longitude. Deu-se o nome de Yongduam porque uma lenda conta que um dragão (“yong” em coreano) que morava em seu palácio nesta área quis subir aos céus, mas foi capturado e petrificado. Como a forma da rocha se assemelha à cabeça de um dragão, ela se chama Yong (dragão)-du (cabeça)-am (rocha). A rocha possui atualmente, só a parte corresponde ao corpo, porque durante uma tremenda tempestade de alguns anos atrás, a parte da rocha correspondente à cabeça foi golpeada por um raio e caiu. A uns 200 metros em direção ao leste de Yongduam está o Yongyeon (Lago do Dragão). Uma vez mais, o lado foi denominado assim porque acredita-se que o dragão costumava se divertir ali. Sua água é tão cristalina que se transluze tudo o que existe no fundo do lago. 




Transporte:
Aeroporto:
Aeroporto de Jeju (제주공항) – ônibus urbano com destino a Jungang-ro (중앙로)
Jungmun (중문)
Oficina de correio de Jungmun (중문) – Ônibus interurbano rumo à Cidade de Jeju. Terminal de ônibus interurbanos, área do centro de Jeju
Seogwipo (서귀포)
Terminal de ônibus interurbanos de Seogwipo. Área do centro de Jeju

Em qualquer uma das três opções, descer rumo à Rotunda de Yongdam que fica a 5 minutos do mar.

Pico Ilchulbong do Monte Seongsan (성산일출봉)
Localização: Ilchul-ro 284-12, Seongsan-eup, Seogwipo-si, Jeju-do.
O Pico Ilchulbong do Monte Seongsan é um maciço que surgiu há uns 100.000 como resultado de uma erupção vulcânica produzida sob o mar. Tem 182 metros de altura sendo um Patrimônio Natural da Humanidade. Se encontra ao extremo leste da Ilha de Jeju e em cima há uma grande cratera que tem um diâmetro de aproximadamente 600 metros e 90 metros de profundidade. Na beira da cratera há 99 rochas afiadas, fazendo com que o pico se pareça a uma coroa. As ladeiras a sudeste e norte são penhascos e sobre a ladeira oeste há uma vegetação e mais abaixo se conecta com a Aldeia Seongsan. A crista é adequada para fazer caminhadas ou também para passear a cavalo. A atividade mais famosa no Pico Ilchulbong é contemplar o amanhecer desde a cratera. Assim mesmo, nas imediações crescem as colzas que dão flores amarelo brilhante na primavera e o Pico Ilchulbong quando se recobre com essas brilhantes flores em sua plenitude cria uma vista imperdível por sua beleza.
Por isso, se recomenda que no inverno se aprecie uma hora antes da saída do sol até às 20h e no verão, também uma hora antes do sol sair, mas até às 21h.

Entradas:
Individual: Adultos: 2000 wons/Crianças, adolescentes e soldados: 1000 wons
Grupal: Adultos: 1200 wons/ Crianças, adolescentes e soldados: 600 wons:
Idosos, deficientes físicos e cidadão da região
·         Tarifa grupal para mais de 10 pessoas
·         Poderá ser pago com cartão de crédito.

Gostaram de conhecer a Ilha de Jeju? Incrível, né! 
Preparem-se para nosso próximo destino, em Hokkaido, no Japão 

Bibliografia
Fontes em inglês:

Fontes em espanhol:l:


Fontes em português:

Comentários

  1. AMEI seu post! Sempre tive vontade de procurar mais sobre, porém acabava adiando por falta de tempo mesmo, mas agora aqui neste post encontrei muitas informações. Parabéns pelo post, Rebeca. E que ilha linda né?! Virou meu sonho de consumo viajar para lá um dia, já pensava em como a ilha era incrível e como seria lindo poder viajar para lá, e você me fez ter mais vontade. Continue fazendo mais posts assim, estão maravilhosos. Obrigada por este. Parabéns! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Lu!! Meu coração tá cheio de felicidade com esse carinho em forma de comentário! Entendo perfeitamente, eu também adio muita coisa por falta de tempo, por isso não tenha pressa! ;)

      Acredite, sua visita aqui fez a minha noite!
      Gente, essa ilha é maravilhosa!! Tão maravilhosa que dá vontade de entrar na tela do computador para visitar logo esse lugar! <3 AHHH! Que bom que eu te fiz ficar com vontade (modéstia à parte, posts desse tipo foram feitos para isso! 'haha)

      Pode deixar que vou continuar sim!
      Nesse fim de semana tem mais! <3

      Beijos e beijos,
      Rebeca

      Excluir
  2. Oi, Rebeca. Tem um ano que acompanho um grupo de fotógrafos no Instagram chamados Jeju Luce. O estúdio deles fica instalado na ilha de Jeju, daí o porque do nome. Desde que conheci o trabalho desse fotógrafos, meu desejo foi fazer o pré wedding com eles (se você puder, dá uma conferida, é uma foto mais mágica do que a outra).
    A Coréia é fascinante! Um dia ainda irei conhecer essa ilha todinha e levar seu post junto pra usar de referência nos locais que eu visitar.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Esther!!
      Primeiramente, boa noite!

      Agradeço por me informar a respeito desses fotógrafos! Vou pesquisar e acompanhá-los de pertinho também!

      Um dia também quero visitar essa ilha, que além de ser maravilhosa, é tudo de bom! Achei esses lugares realmente incríveis por preservar um pouco da História com eles, e por isso os escolhi para compor essa postagem.
      Espero realmente que um dia você possa visitá-los e conhecê-los de perto.

      Um grande beijo,
      Rebeca

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

[Light Novel] A Tale of Two Phoenixes

Informações Gerais: Título: A Tale of Two Phoenixes  Autora: Tian Yi You Feng (天衣有风) País: China Idioma: Mandarim Ano: 2008 Gêneros: Ação, Aventura, Romance, Harém, Josei & Mistério Tags/Assuntos: Adaptado para Drama, Aristocracia, Nobreza, Harém Inverso e Protagonista Esperta. Status no País de Origem: Completo (288 capítulos)
Tradução: Em andamento Créditos de tradução: novelasd. com. (espanhol) Reading Attic (Inglês) Tradução ao português por: Rebeca A. Suzuki e Rebeca Silveira dos Santos 
Sinopse: O feito mais famoso dessa princesa foram suas palavras para seu irmão mais novo Liu Ziye. Quando ele se tornou Imperador, ela disse a ele: ― Ainda que Sua Alteza e eu sejamos de sexos diferente, somos os filhos do mesmo pai. Por que você pode dormir com tantas mulheres diferentes, enquanto eu devo ficar apenas com meu marido? Isso é muito injusto! E após o Imperador Liu Ziye ouvir essas palavras de sua irmã mais velha, ele ridiculamente pensou que isso fazia sentido. Então, ele imediatame…

Happy Marriage (Episódios Legendados)

Gente, para quem esperou (um bom tempo) aqui está a lista de episódios de Happy Marriage:
Happy Marriage Episódio 1 

[Light Novel] I Reincarnated, but I Think the Prince (Fiancé) Has Given Up

Informações Gerais da Light Novel Título: Tenseishita kedo, Ouji (Konyakusha) wa Akirameyou to Omou Título Alternativo: I Reincarnated, but I Think the Prince (Fiancé) Has Given Up Autor: Kouduki Kitou Ano: 2015 Tipo: Série/Web Novel Volumes: 2 volumes (7 capítulos) + 14 extras. Gênero: Shoujo, Fantasia & Romance Tags/Assuntos: Nobreza, Realeza, Aristocracia, Amor entre Amigos de Infância, Reencarnação em um Jogo. Idioma Original: Japonês
Tradução: Em Andamento
Créditos de tradução:  Kuru Kuru Translation (Inglês)  Kovel Translations (Espanhol)
Traduzido ao português por: Rebeca A. Suzuki 
Sinopse: O Primeiro Ministro do Reino de Noin, o Duque Zariel, possuía uma filha solteira. Ela era de uma beleza que possuía cabelos prateados e olhos tão claros como a ametista, Christina. Seu prometido era seu amigo de infância, que era o Primeiro Príncipe do Reino de Noin, Alberto. Tendo se apaixonado sem demora desde que se comprometeram, ela demonstrou seu amor, mas, antes que ninguém percebesse que e…