terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Minhas leituras de 2017 - Mês de Janeiro

Melhor leitura do Mês
Aqui vou listar as minhas leituras deste ano, que incluem, mangá, manhwa, manhua e talvez, webtoons/webcomics

Janeiro de 2017 

A) Japão 
Mangá (com vários capítulos)
  1. Otokomae Beads Club - Motomi Kyosuke 
  2. Gyutto Shite Chu - Chiba Kozue 
  3. Clash/Kimi to Iru Kyoshitsu - Mamura Mio 
  4. 7  Jikan-me Rhapsody - Tanaka Meca 
  5. Sensei no Kanojo/Teacher's Girlfriend - Kyoumachi Hisa 
  6. Akuma no Ichigo - Kayoru
  7. Zutto Suki Datta Kuse Ni - Kayoru 
  8. Yasashikunai Kimi ga Suki - Saiki Yuu
  9. Sonna Hitomi de Minai de - Umezawa Marina 

Mangá (One-shot)
  1. Hidari te no Love Letter - Chiba Kozue 
  2. Kiss x Miss - Mamura Mio
  3. Boku no Negai Kanau Nara - Mamura Mio 
  4. Ningyou Hime to Ouji-sama - Kyoumachi Hisa 
  5. Hatsukoi Ryuuseigun - Kayoru 
  6. Hatsukoi Kouho - Kayoru
  7. Megane-chan no Akai Ito - Umezawa Marina 

Série de Mangá: 
  1. Shirley (Volume 1) - Mori Kaoru 
  2. Shirley (Volume 2 - Final) - Mori Kaoru 
  3. Kinkyori Renai (Volume 1) - Mikimoto Rin
B) Coreia do Sul 
Série de Manhwa

  1. A Kiss to my Prince - Kim Hee Eun 
  2. Dear My Girls (Volume 1) - Kim Hee Eun 
  3. Dear, My Girls (Volume 2) - Kim Hee Eun
  4. Dear, My Girls (Volume 3) - Kim Hee Eun 
  5. Dear, My Girls (Volume 4) - Kim Hee Eun 
  6. Dear, My Girls (Volume 5) - Kim Hee Eun
  7. Dear, My Girls (Volume 6) - Kim Hee Eun 
  8. Dear, My Girls (Volume 7) - Kim Hee Eun 
  9. Dear, My Girls (Volume 8) - Kim Hee Eun 
  10. Dear, My Girls (Volume 9) - Kim Hee Eun 
  11. The Bride of the Water God (Volume 1) - Yoon Mi Kyun
  12. The Bride of the Water God (Volume 2) - Yoon Mi Kyun
  13. The Bride of the Water God (Volume 3) - Yoon Mi Kyun 
C) China 
Manhua

  1. Adonis Next Door - Mao Si Er 
  2. Fated to Love You - Hai Cheng e Ying Yan
Data original de publicação: 20/01/2017 às 13:21
Atualizado sempre que houverem mais resenhas minhas!

[Resenha] Megane-chan no Akai Ito - Umezawa Marina

Informações Gerais:
Título: Megane-chan no Akai Ito
Autora: Umezawa Marina
Ano: 2013
Tipo: Mangá/One-Shot
Gênero: Shoujo, Romance e Escolar
Sentido de leitura: Da direita para a esquerda

Descobri esta one-shot ao pesquisar mais sobre a autora Umezawa Marina, a mesma de "Sonna Hitomi de Minai de", após ser cativada pelos traços de seus personagens, e pela sua escrita apaixonante.

A One-Shot é baseada na antiga lenda oriental chamada "Akai Ito" (literalmente "Fio Vermelho"), na qual acredita-se que duas pessoas estão predestinadas a ficarem juntas, através de um fio vermelho que os conecta. Admito que, em primeira mão, o que me atraiu foi o título, ao ver a expressão "Akai Ito", porque gosto de histórias relacionadas ao destino (e coisas do tipo)  ou que são baseadas em lendas

Mas vamos ao principal:
Nesta história, Hirano é uma garota tímida e considerada nerd e estranha por muitas pessoas, inclusive pelos alunos de sua classe. Ela usa um óculos que lhe dá a habilidade de enxergar o fio vermelho que liga as pessoas. Em pouco tempo, o boato se espalha pela escola e seus amigos lhe pedem para que ela os ajude a ficar com sua pessoa destinada.
Mas será que Hirano conseguirá encontrar seu próprio destino? Descubra lendo essa linda One-Shot "Megane-chan no Akai Ito"

[Resenha] Fated to Love You - Hai Cheng & Ying Yan

Informações Gerais: 
Título: Fated to Love You
Autores: Hai Cheng e Ying Yan
Ano: 2008
Volumes: 3
Tipo: Manhua
País: China
Gênero: Josei, Comédia, Drama, Romance, Slice of Life
Sentido de leitura: Da direita para a esquerda

Li o manhua de "Fated to Love You" (aquele que inspirou duas versões de doramas) e gostei muito. Dei bastante risada com a Xin Yi, mas também me emocionei bastante com ela em algumas partes da história. Adorei o envolvimento dela com o Cun Xi, CEO de uma grande empresa bem renomada.

Posso dizer que dei risadas desde o início, pela forma como se conheceram, que foi hilária. A leitura é tão gostosa que nem percebi o quanto já havia lido. A personalidade deles foi o que mais me cativou durante a trama.

Cun Xi, que no começo era frio e insensível se mostrou alguém gentil e preocupado com a "Garota Post-It" - e que para ele nunca foi Post It - alguém que tem o coração mole e que faz de tudo para agradá-la, apesar de algumas de suas atitudes às vezes, machucá-la

Quanto à nossa mocinha, adorei ver a mudança na personalidade dela; se no começo ela era tola e insegura de si mesma, com o tempo se tornou mais esperta, mais enérgica, mais forte e segura daquilo que quer e daquilo que acredita. Sem falar que a protagonista tinha seu amigo/companheiro de todas as horas, o Dylan, um artista que a princípio Xin Yi pensou ser um padre, por tê-lo visto na igreja pela primeira vez. Mas o que falar do Dylan, gente?! Carismático, protetor, bondoso, carinhoso... Ai, são muitos elogios para a mesma pessoa!

E ele tem uma irmã por quem estava procurando a muitos anos, só não sabia de quem se tratava, até descobrir que sua irmã mais nova é na verdade a bailarina Anna Shi, a primeira namorada de Cun Xi. Ah, Anna, Anna, como deu raiva dela na história! (Mas depois eu a perdoei)

Essa é uma daquelas histórias cativantes do começo ao fim, e que nos trazem diversos sentimentos consigo: alegria, tristeza, raiva, amor, angústia... Mas que principalmente tem como mensagem a amizade, o perdão e o recomeço

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

[Resenha] Sonna Hitomi de Minai de

Informações Gerais: 
Título: Sonna Hitomi de Minai de
Autor: Umezawa Marina
Ano: 2014
Capítulos: 3
Tipo: Mangá
Gênero: Shoujo, Romance, Drama, Slice of Life e Escolar
Sentido de Leitura: Da direita para a esquerda

Boa noite, pessoas! Agora lhes trago uma história entre dois amigos de infância que é extremamente cativante. Nossa protagonista, Honami, é uma adolescente que gosta apenas de garotos que usam óculos

Ela tem uma paixão inesquecível e de muito longa data pelo seu amigo de infância Seiji Kazuma. Acontece que justamente ele é o aluno transferido para a escola dela e que passou a estudar na mesma sala que ela. Como eles já se conheciam faz tempo, o entrosamento deles foi bem mais fácil desde o começo, e desde que a reencontrou, Kazuma a chamou pelo seu primeiro nome, o que a deixou bem impressionada

Ao contrário da maioria dos personagens de mangás, que são frios e arrogantes, Kazuma é doce e gentil, e é apenas reservado em relação aos sentimentos, mas sempre tenta demonstrá-los através de sua gentileza. Contudo, ele possui olhos penetrantes, que impressionam a menina totalmente, a ponto de deixá-la completamente paralisada Além do mais, Honami fica tão feliz pelas ações do garoto que mal sabe como agir ou se expressar

Mas como tudo que é bom dura pouco, esse romance sofre uma dolorosa separação, uma vez que Kazuma ganhou uma bolsa de estudos no exterior. E agora, como ficará a situação desses dois? Leia e descubra! Eu super recomendo a leitura, a qual é muito prazerosa e que traz bastante sentimento ao leitor, além de ter um final extremamente inesperado! 💘💖

[Resenha] Yasashikunai Kimi ga Suki

Informações Gerais 
Título: Yasashikunai Kimi ga Suki
Autor: Saiki Yuu
Capítulos: 3
Ano: 2016
Tipo: Mangá
Gênero: Romance, Comédia, Shoujo, Slice of Life e Escolar
Obs.: Disponível em Espanhol

Sasai Hinako é uma garota com carinha de inocente e que adora ler mangá. Ela tem pensado muito em seu colega de classe, o cobiçado Manabe Tomoya-kun. Eles começam a se relacionar quando ele pede para que Hinako faça suas tarefas de inglês, porque ela tirou a melhor nota nesta matéria. A partir de então, eles começam a estudar juntos, e um novo sentimento começa a se aflorar no coraçãozinho de Hinako.

Com a convivência do dia a dia ela começa a descobrir que seu amigo nada gentil, na verdade tem um coração repleto de tenacidade, ao ponto de que, quando sorri, faz o coração da garota bater mais forte

O que mais gostei nos 3 capítulos de mangá é que, apesar de parecer "bobinha", a protagonista é alguém forte, decidida e com atitude: ela sabe de quem gosta e com quem deseja ficar, fazendo de tudo para que dê certo

Esse é daqueles mangás para relaxar, e não pensar em mais nada além dessa história, que nos prende do início ao fim, a cada página.

Neocolonialismo: A Partilha da Ásia e da África

No século XIX, em meio ao contexto da chamada Segunda Revolução Industrial, as potências europeias buscavam maiores quantidades de matéria prima a baixo custo, além de aumentar suas áreas de influência. A "solução" encontrada por eles foi recorrer aos territórios da Ásia e da África

Acontece que a "influência europeia" nestas regiões não se restringiu apenas no que diz respeito à economia, como também impuseram sua hegemonia militar, política e social àqueles povos. Entretanto, deve-se observar que a Partilha Afro-Asiática foi realizada de formas desiguais, gerando conflitos entre os povos que tiveram que ser reagrupados sob o comando dos europeus

No que se refere à Conquista da África, destacam-se os belgas, que tomaram posse do Congo e os franceses que se apossaram das regiões do Marrocos, Tunísia e a Argélia. Os ingleses não perderam tempo e avançaram ao Egito e a região sul da África, a qual era ocupada pelos bôers, descendentes de holandeses que ali residiam. O conflito entre os britânicos e os Bôers desencadeou a conhecida Guerra dos Bôers (1899 a 1902). A fim de decidir quem ocuparia o centro da África, estabeleceu-se a Conferência de Berlim para a partilha do território

Em relação à Conquista da Ásia, os principais territórios de exploração foram a Índia e a China. A penetração britânica em território chinês deu-se pelo comércio ilegal de Ópio, que por sua vez desencadeou a Guerra do Ópio.
A Índia também resistiu à imposição inglesa, e entretanto, não obteve sucesso em um primeiro momento, e sendo assim, a Coroa Inglesa acabou com a Companhia das Índias Orientais e anexou a Índia ao Império Inglês.

A França conquistou a até então chamada "Indochina", conhecida posteriormente como "Indochina Francesa", local que atualmente compreende os territórios do Vietnã, Laos e Camboja. Só foi denominado "Indochina" porque eram regiões que se situavam entre a China e a Índia

A Malásia foi um território disputado por três grandes nações: Portugal, Holanda e Inglaterra (de novo!). Outra região disputada foi a Manchúria, situada ao nordeste da China, que era cobiçada pela Rússia e pelo Japão. Daí se originou a Guerra Russo-Japonesa.

Mas, você leitor deve estar se perguntando: Por que o Japão, se é um país da Ásia?
Bem para tudo tem um motivo, e uma explicação, a qual darei agora:
No século XIX, o Japão ainda era uma nação "fechada". Entretanto, na segunda metade do século XIX, os EUA forçaram o avanço da economia japonesa. Com a entrada de características e valores vindas do ocidente, o país se transformou rapidamente, fato que ficou conhecido como Revolução Meiji.

Assim, no início do século XX, o Japão decide entrar na Corrida Imperialista, de forma a ampliar suas áreas de influência, tal como as demais nações imperialistas. Envolveu-se na disputa pela Manchúria (mencionada anteriormente) e tomou posse da Coreia, no período compreendido entre os anos de 1910 a 1945, quando a Coreia se tornou um país independente.

Fontes de Pesquisa: 
http://brasilescola.uol.com.br/historiag/neocolonialismo.htm
http://www.tancredoprofessor.com.br/conteudo/24/imperialismo,-a-expansao-colonial-sobre-a-asia-e-a-africa
http://www.coladaweb.com/historia/neocolonialismo
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=252
http://mundoestranho.abril.com.br/geografia/o-que-era-a-indochina/

domingo, 29 de janeiro de 2017

Introdução à História da Malásia

"Malásia". Um país do Sudeste da Ásia que você já deve ter ouvido falar, mas não faz ideia da profundidade que há neste nome, tampouco sua história, marcada por conflitos em sua região pela disputa de poder e território, entre aqueles que ali habitavam e posteriormente pelos europeus que quiseram tomá-la por certo tempo. Era a chamada Colonização Afro-Asiática, tendo seu início ali mesmo, neste lugar onde hoje é denominado "Malásia"

Mas, neste momento, aqui neste post, contarei como tudo começou...

Não se sabe ao certo quando se deu a fundação do território malaio por falta de registros históricos, mas sabe-se que os primeiros habitantes da conhecida Península Malaia e dos estados de Borneo, Sarawak e Sabah foram descendentes de imigrantes pré-malaios, os quais provavelmente chegaram através do Sul da China, via atual Indonésia. Sabe-se que eles viviam nos bosques e à base da agricultura

Outro fato que é de nosso conhecimento, é que aproximadamente a partir do ano 100 d.C, as pessoas viviam em povoados espalhados pela Península. Esta, por sua vez sua, tornou-se uma vias obrigatórias para as transações comerciais entre a China e Índia. Acontece que estes dois países têm culturas e crenças distintas, e ainda assim, os comerciantes indianos levaram a religião budista e hinduísta à Península.

A partir de então iniciam-se os conflitos no local, pois do século IX ao XV os reinos Budista e Induísta começam a lutar pelo controle da Península Malaia.
Contudo, no que remonta o início do século XV, um importante fato acontece: o Príncipe de Malaca, de um Reino pertencente à Costa Sudoeste, converteu-se ao Islamismo. A partir de então, à medida em que Malaca assumia o controle na região, a religião Islâmica difundia-se entre o povo malaio.
Além disso, o comércio com os Islâmicos trouxe prosperidade à Malaca, e que com isso, difundiu-se uma nova crença ao que hoje se conhece como Malásia e Indonésia. No século XVI,  a Malásia estava em seu auge, o que consequentemente atraiu interesses dos portugueses, os quais começaram a disputar com os islâmicos por conta da rota do Oceano Índico

Em outras palavras, a Europa estava começando a despertar seu grande interesse por este pequeno território do Sudeste da Ásia...

Mas isto é assunto para outro post!
Até mais, pessoal!
~ Rebeca

Fontes de pesquisa:
http://www.guiadelmundo.org.uy/cd/countries/mys/History.html
http://www.pedalnaestrada.com.br/pages.php?recid=223
http://www.lonelyplanet.es/destino-asia-malasia-137-historia.html

[Resenha] Adonis Next Door - Mao Si Er

Informações Gerais: 
Título: Adonis Next Door
Autor: Mao Si Er
Ano: 2015
Volume: 1
Tipo: Manhua
País: China
Gêneros: Shoujo, Romance, Comédia e Slice of Life
Sentido de Leitura: Da direita para a esquerda

Bem, esse é o primeiro manhua chinês que leio (sem parar) e gostei muito. Sendo honesta, o que mais me chamou atenção em um primeiro momento foi o fato de que o manhua é o todo em cores. Conforme fui lendo, me apeguei muito à história, que me rederam boas risadas. Muitas, muitas mesmo!
Os capítulos são bem curtos, com uma média de 10 páginas cada, e de tão gostoso que é de ler, nem percebo quando abruptamente já terminou mais capítulo!

"Adonis Next Door" é o tipo de história que prende a atenção através da simplicidade e de muita comédia, devido às brigas de cão e gato entre os protagonistas. A história gira em torno de duas pessoas que na verdade são vizinhos, mas ambos não se suportam e vivem brigando por tudo quanto é motivo.

O rapaz é alguém super rico e que é frio, enquanto que a garota é simples e que nunca leva desaforo para casa e fala "na lata" o que pensa, sendo esse o motivo dos conflitos constantes, mas que geram cenas hilárias nos quadrinhos, uma vez que eles "trocam elogios" entre si: ela acha que ele é um louco e idiota, enquanto o rapaz pensa que ela é besta e insuportável, porque fica perseguindo-o a toda hora!

Mas, como devem saber, brigas demais no final se transformam em amor. E ela tem uma missão a cumprir: tornar-se a prometida do homem que mais detesta (seu vizinho lunático), porque ver o neto casado é tudo que seu avô igualmente pirado deseja. Além do que, o velho senhor não vê a hora de se tornar bisavô! 💘

sábado, 28 de janeiro de 2017

[Resenha] Dear, My Girls #9 - Kim Hee Eun

Informações Gerais:
Título: Dear, My Girls 
Autora: Kim Hee Eun
Volume: 9
Tipo: Manhwa
Número de capítulos do volume: 4 (do 32.1 ao 33.2)
Número de volumes da série: 9 (série em hiatus)
Gêneros: Shoujo, Romance Histórico, Slice of Life, Escolar, Família e Comédia, Harém
Sentido de leitura: Da esquerda para a direita 

Olá, pessoas! Eu venho trazer mais uma resenha de "Dear, My Girls", por enquanto a última, pois descobri que este manhwa está em hiatus na Coreia do Sul. Espero que logo a autora volte a escrevê-lo.💔 Até lá, quem sabe não crio uma fanfic? 

Mas, seja como for, vamos à história: 
Este volume começa com as cenas entre Meg e Greg, que decidiram ficar juntos, pelo que deu para entender. Meg decidiu seguir seu próprio caminho e deixou sua família. 

Quanto à Beth, esta tem um grande desafio pela frente: Mostrar o quão competente ela é para que seja eleita uma Estelle. Assim, suas irmãs e Laurance lhe apoiam no que precisa. Mas tem mais alguém que lhe apoia totalmente...

O que mais gostei foi que Lauri agora está mais decidido em relação aos seus sentimentos e está agindo como um amigo, além de que ele ganhou um papel importante ao cumprir uma missão que, de início nem mesmo lhe pertencia. E tem a ver com Adrian...

Falando na pessoa, ele finalmente começou a perceber seus sentimentos por Beth, o que me deixou extremamente feliz, porque eu honestamente shippo muito o casal, e torço por eles desde que comecei a ler. Ah! Outra coisa que gostei demais foi que aquela esnobe da Leonora finalmente se lascou pela primeira vez na vida, por sua atitude indevida e quem foi tirar satisfações com a "Princesinha" foi justamente Adrian...

Então, como podem ver, esse volume foi o máximo! Teve tudo de bom, e ainda acabou com uma cena inesperada, que nos dá o gosto de "quero mais", o que explica o fato de eu desejar imensamente a continuação da história 

Bem, foi bom enquanto durou. Por ora, é hora de dizer "bye bye" a este lindo manhwa. Vai deixar saudades! 💓

[Resenha] Dear, My Girls - Kim Hee Eun

Informações Gerais:
Título: Dear, My Girls 
Autora: Kim Hee Eun
Volume: 8
Tipo: Manhwa
Número de capítulos do volume: 4 (do 28 ao 31) 
Número de volumes da série: 9
Gêneros: Shoujo, Romance Histórico, Slice of Life, Escolar, Família e Comédia, Harém
Sentido de leitura: Da esquerda para a direita 


A história continua na casa dos Avery, com a Beth fingindo estar doente. Acontece que a mocinha não é de ficar quieta e sem querer viu uma cena que não devia e então para que Meg não se machuque, Beth faz de tudo para provar o lado escuro de Gregory. Meg apesar de muito madura, às vezes é ingênua 

Mas por um descuido a própria Meg vê uma cena indesejada e fica magoada com Greg. Na escola, corre o boato do envolvimento de ambos, mas Greg a protege e diz que deixará a escola. Adivinha quem contou à diretora? A (nada) inocente Leonora! (Já mencionei que estou morrendo de raiva dessa garota?) 

O que mais gostei neste volume foi que a trama principal foi centrada em Meg e Greg, com muitas revelações, mal entendidos, uma dose de drama e os primeiros conflitos do casal. Deu para ver mais profundamente os personagens, além do que aparentam ser em sua personalidade. Meg é consciente e controlada, mas pode se deixar levar pelo seu coração e cruzar a linha. Ela é madura o suficiente para saber o que quer e o que é certo, apesar de às vezes ser ingênua 

Greg por sua vez, é fiel, obediente, gentil e exemplar, mas pode se deixar levar pelas situações, em momentos que nem mesmo ele é capaz de ter sob controle. Pode dizer palavras duras e contrariar alguém superior a ele, ou se afastar, apenas para proteger quem ama 

Estou gostando cada vez mais deste manhwa, ainda mais porque as últimas palavras de Greg à Meg foram: 
🌟"Me encontre na entrada dos fundos da escola à meia noite" 🌟
Estou muito ansiosa para saber o que acontecerá daqui para frente com esse casal! E espero que a Leonora se lasque de uma vez por todas! (sim, eu estou revoltada com ela)

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

[Resenha] Katsukoi Kouho - Kayoru

Informações Gerais: 
Título: Hatsukoi Kouho
Autora: Kayoru
Ano: 2012
Gênero: Drama, Romance, Shoujo, Slice of Life e Escolar
Tipo: Mangá/One-Shot
Sentido de Leitura: Da direita para a esquerda

Kobayakawa Kasumi é uma rica herdeira que acabou de perder sua avó. A última coisa que ela recebeu postumamente foi uma carta deixada pela sua avó dizendo que seu último desejo era que sua neta casasse com o neto de seu primeiro amor. O tal herdeiro parecia se chamar Fujioka Takuma, o qual também é abastado

Assim, querendo que o último desejo da vovó se realizasse, ela foi até a escola do rapaz e abruptamente pediu-o em casamento, o que assustou por um momento. Ele fica relutante em aceitar o pedido da garota apenas por aquele motivo, até descobrir o porquê da menina ser tão apegada à sua falecida avó

O que mais me chamou atenção nesta obra foi que ela tem um prólogo, o qual é narrado por Takuma, fato que me impressionou uma vez que na maioria dos casos a história é narrada pela menina desde as primeiras páginas (se bem que depois é a Kasumi que narra, pois revela seus pensamentos)

Voltando à história, a relação de ambos começou a partir de um incidente envolvendo Kasumi, e quem a salva é Takuma-sama. A partir de então, novas emoções tomam conta dos sentimentos, e uma forte relação se inicia.

Contudo, a menina tem uma enorme surpresa a respeito de quem é o verdadeiro herdeiro do primeiro amor de sua amada vovó. Sendo assim, a sensível Kasumi precisa escolher entre realizar o desejo da avó ou seguir seu próprio coração e os sentimentos que carrega dentro de si 💖

[Resenha] Zutto Suki Datta Kuse ni - Kayoru

Informações Gerais: 
Título: Zutto Suki Datta Kuse Ni
Título Alternativo: Though I'd Loved You
Autora: Kayoru
Ano: 2009
Tipo: Mangá
Capítulos: 3 capítulos  + 3 extras
Observação: Esta história faz parte de uma antologia com 6 histórias de amor, mas li apenas a dessa autora

Estou completamente apaixonada pelos trabalhos da autora Kayoru, e resolvi ler mais uma obra de sua autoria. Como me interesso pela temática abordada, decidi que leria esse mangá, o qual me cativou instantes depois, por completo, tanto a história quanto os personagens (e seus traços), cada um com características extremamente marcantes em sua personalidade

Desde que estava no ensino fundamental, Saki sempre gostou de seu amigo de infância Chikage, o qual é 8 anos mais do que ela. Entretanto, para ele, a garota não passava de uma criança que ele cuidava com muito carinho, como a uma irmãzinha.

Anos mais tarde, quando Takara Saki está no Ensino Médio, ela reencontra Chikage, mas que agora retornou como seu professor de química. Nesta relação entre aluna-professor tem um pouco de drama, pois devido à atitude indiferente de Chikage, a garota se entristece com as palavras frias que escuta, ao mesmo tempo em que seu coração se torna confuso ao precisar suas ações de carinho e proteção que tem por ela, o que a faz desejá-lo ainda mais para si

O que mais me chamou a atenção no mangá foi justamente a personalidade do protagonista e suas atitudes completamente opostas. Ele é capaz de ser indiferente e com a língua sempre afiada, que a faz corar ou lhe acerta o coração, como uma alfinetada com um olhar penetrante que lhe faz olhar apenas para ele fixamente (o que às vezes assusta, mas aquele óculos dá um charme enorme) mas também é capaz de dar abraços calorosos e beijos doces, que deixam a protagonista num estado de paz, como se estivesse em um sonho do qual nunca desejaria acordar

Todavia, para não comprometer a profissão dele, e a reputação dela como aluna, ambos tem que guardar segredo sobre sua relação. Mas, Chikage não é o único interessado em Saki...

[Resenha] The Bride of the Water God #3 - Yoon Mi-Kyun

Informações Gerais:
Título: The Bride of the Water God
Autora: Yoon Mi-Kyun
Volume: 3
Capítulos: 14 a 21
Gênero: Drama, Romance, Shoujo, Fantasia & Harém
Sentido de Leitura: Esquerda para direita

Continuando a resenhar esse manhwa, no terceiro volume temos muitas novidades. Tudo começa com a Soha querendo saber a verdade a respeito de Habeak/Moe (ainda não caiu a ficha dela, e isso me dá uma agonia enorme). A novidade é que agora a vilã da história ganhou mais espaço e com isso está tramando tudo o que pode para conquistar o coração do Deus das Águas

O romance entre Soah e seu amado continua, e ele faz coisas tentadoras com a garota durante à noite. Todavia para que não sofra, ele diz para ela voltar para casa, para a vida que costumava levar antes de se tornar "A Noiva do Deus das Águas". Ela retorna à vila, porém quando ela faz, ela esquece de tudo o que passou no Reino das Águas, e não se lembra nem mesmo de Habaek/Moe, que a observa de longe, à noite, durante um tempinho.

Soah tenta se lembrar daquilo que passou, e quem é o homem que está em sua mente o tempo inteiro, a respeito do qual nem imagina de quem se trata. Por esses motivos, esse volume está repleto de flashbacks por parte da protagonista e de uma boa dose de drama na história

Para completar, quando retorna à vila, um amigo de Soah, que ela considera um "irmão mais velho", lhe pede em casamento.

No próximo volume, mais emoções estão por vir 💘💖

[Resenha] Hatsukoi Ryuuseigun - Kayoru

Informações Gerais: 
Título: Hatsukoi Ryuuseigun
Autora: Kayoru
Ano: 2011
Gênero: Shoujo, Romance e Escolar
Tipo: One-Shot/Mangá
Sentido de leitura: Da direita para a esquerda

Depois de ler "Akuma no Ichigo", fiquei com vontade de ler algo mais da autora. Ao me deparar com essa one-shot, não hesitei e logo comecei a leitura, que foi muito proveitosa e me deu um momento de prazer, porque essa é uma one-shot daquelas gostosas de se ler, sobre a típica situação em que uma amizade duradora se transforma em um amor verdadeiro.

O primeiro amor de Sachi foi seu amigo de infância Hayato. Contudo, ele (ainda) não a enxerga como uma "garota", mas apenas como uma "amiga".
A amiga brigona e companheira para todas as horas: é assim que o rapaz a enxerga. Ou pelo menos, demostra.

Ocorre que esses dois amigos fizeram uma promessa há exatos 10 anos: Assistiriam à próxima chuva de estrelas juntos. Aos 16 anos, dez anos depois, a linda e delicada Sachi ainda se lembra dessa promessa. Mas e Hayato? Será que ele ainda se lembra do que prometeram?

Descubra como ficará a situação amorosa destes dois lendo "Hatsukoi Ryuuseigun"💖🌠

[Resenha] Akuma no Ichigo - Kayoru

Informações Gerais: 
Título: Akuma no Ichigo 
Título Alternativo: Strawberry Holic
Autora: Kayoru 
Ano: 2012
Gênero: Shoujo, Romance, Comédia, Slice of Life e Escolar 
Tipo: Mangá 
Sentido de Leitura: Da esquerda para a direita 

Estava à procura de algo mais light para ler quando dei de cara com esse mangá, com o qual me diverti bastante e recomendo a leitura 
Vamos à ela: 

Naruse Ichigo é uma tímida e criativa garota que vende roupas no estilo ocidental. Seu principal cliente é Cat-san, que sempre lhe apoia e lhe diz palavras carinhosas. Em sua escola haverá um grande desfile e Naruse faz algumas peças para o evento. 

Quem lhe ajuda é seu colega Kengo Doujima, famoso por ser assustador e delinquente. Porém, quanto mais ela conhece o rapaz, mais ela descobre que ele não é tão assustador quanto parece, e possui um lado gentil 

Contudo, no seu aniversário de Naruse Ichigo acontece algo inexplicavelmente incrível: ela ganhou uma loja! E quem lhe deu de presente foi Cat-san. Sabendo que ela agora tem uma loja, Doujima-kun lhe auxilia em tudo o que necessita. 

Mas, espere! Como Doujima-sabe das ações de Cat-san, e das coisas que ela contou apenas a ele? 

Ao ler as mensagens que recebe de seu cliente, Ichigo percebe que tanto Cat-san quanto Doujima-kun possuem um lado sensível e estão sempre lhe apoiando. Será possível que eles sejam a mesma pessoa? 🍓

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

[Resenha] Ningyo Hime to Ouji-sama - Kyoumachi Hisa

Informações Gerais: 
Título: Ningyo Hime to Ouji-sama
Autora: Kyoumachi Hisa
Ano: 2014
Gênero: Shoujo, Romance e Escolar
Tipo: One-Shot/Mangá

Depois de ler "Sensei no Kanojo" decidi ler alguma obra a mais da mesma autora, e posso dizer com todas as letras que adorei a leitura, pois foi algo extremamente prazeroso, e que nos deixa com um sorriso bobo querendo mais mesmo depois que a história termina.

Você provavelmente deve estar pensando que se trata do típico romance entre uma mocinha inocente e alegre e um cara arrogante, certo? Bem, em 99% dos mangás e doramas a situação é exatamente essa. Mas não desta vez! Não nesta história. Aqui trata-se do contrário: ao invés da menina ser a "salvadora" do rapaz, desta vez é o protagonista que faz sua amada ver as coisas de forma mais alegre, com mais vida e com mais cor, e isso foi o que mais me chamou atenção

Sonohara Kokone é uma garota que deseja muitas coisas, mas não sabe exatamente o que mais deseja. Tímida e introspectiva é o tipo de pessoa que outros julgam como sendo estranha, porque é quieta como uma boneca.  Tsuji Minato é o garoto mais popular da escola e é bom em tudo o que faz. Não é à toa que é o rapaz mais desejado do colégio! Por ser "perfeito", ele é chamado de "Príncipe" pelas outras alunas.

O detalhe é que Prince pediu justamente Sonohara em namoro. Assim, eles começam a se envolver, a partir da convivência do dia a dia, fazendo coisas pequenas e simples, como tirar fotos, por exemplo. E é então que um novo sentimento começa a se aflorar no coração da bonequinha Sonohana Kokone

[Resenha] Sensei no Kanojo/Teacher's Girlfriend - Kyoumachi Hisa

Informações Gerais: 
Título: Sensei no Kanojo
Título Alternativo: Teacher's Girlfriend
Autora: Kyoumachi Hisa
Ano: 2011
Gênero: Shoujo, Vida Escolar, Drama e Romance
Tipo: Mangá

"Essa é mais uma história entre professor e aluna", pensei em um primeiro momento. De fato, isso resume bem a trama. Contudo, neste mangá há um aspecto: a protagonista não conta a ele que é sua aluna e na primeira chance que tem de encontrar com ele, ela se apresenta com outra identidade, como Mika

Mas como tudo isso começou?
Bem, nossa mocinha a jovem Adachi, de 16 anos de idade estava atrasada para um exame em um dia chuvoso, e estava com a perna machucada. Foi então que um rapaz chamado Haruta Kyosuke lhe emprestou um guarda chuva e lhe ajudar a chegar à escola. O que ela não sabe é que na verdade ele o professor de sua escola e dará aulas para ela

Encantada pelo ato dele, após descobrir que se tratava de seu professor, ela começou a observá-lo atentamente, e percebeu que estava gostando dele. Mas o problema é que alunos e professores não podem se relacionar sentimentalmente. Mesmo assim, ela quer muito ter uma chance com seu amado. Assim, ela pede ajuda à sua irmã mais velha, que lhe aconselha a agir como outra pessoa, chamada Mika, para "atrair atenção"

E é a partir daí que a história realmente se inicia, porque muita coisa vai acontecer deste então. Acontece que Haru-sensei se apaixonou por "Mika" e não por "Adachi"
Além do que, ele não tem uma reação muito boa ao descobrir que ele foi enganado (lógico!)

Muito romance, uma dose de conflitos e desentendimentos entre o casal, reconciliações e explicações estão inclusas nesta cativante história de amor entre Haru-sensei e sua pupila. Confiram! 💘💖💕 

[Resenha] Boku no Negai Kanau Nara

Informações Gerais: 
Título: Boku no Negai Kanau Nara 
Autora: Mamura Mio 
Ano: 2014
Gênero: Drama, Romance, Shoujo, Escolar 
Tipo: Mangá/One-Shot 

Essa é uma daquelas histórias em que nos emocionamos e ficamos com o coração apertado ao ler.

Miharu teve seu primeiro amor há exatamente um ano. Mesmo depois de separados, a garota não consegue esquecer Tsukioka-kun, e as lembranças que tem dele. Certo dia, ela descobre que ele é o novo aluno transferido que veio estudar em sua escola e na mesma sala. Rapidamente se tornou o popular garoto que todas desejavam! Gentil, educado e... sempre sorridente

Mas o realmente há por trás daquele sorriso? Ele esconde de todos a respeito de seu estado de saúde. Restam-lhe pouco tempo de vida, e seu único amor é Sakura Miharu, de forma que ao lembrar-se da menina que ama, suas noites se tornam muito mais tranquilas.

Uma relação breve, porém intensa. Sakura Miharu, uma garota "bobinha", e no entanto, é atenciosa, amorosa, e assim como as flores de sakura, desabrocha facilmente, e tornam a vida de alguém mais leve, agradável e colorida até o último instante.

Tsukioka, um garoto simpático e encantador, mas que também é frágil e que possui sua vida tal como a das borboletas: curta, mas plena e intensa, e que por isso, necessita aproveitá-la ao máximo com a pessoa amada: Sakura Miharu

[Resenha] Kiss x Miss

Informações Gerais: 
Título: Kiss x Miss
Autora: Mamura Mio
Ano: 2005
Gênero: Vida Escolar, Romance e Shoujo
Tipo: One-Shot/Mangá

Olá, leitores! Hoje venho resenhar uma one-shot bem fofinha, e bem curta. Primeiramente, me interessei por "Kiss x Miss" por conta da autora, que é a mesma de ""Clash"/"Kimi to Iru Kyoshitsu"

Yuuka tem interesse em seu colega de classe, Suzuki-kun, um rapaz gentil, atencioso e que faz seu tipo ideal. Até que um dia ela finalmente tem a chance de encontrá-lo. Mas ao invés disso, ela dá de cara com seu outro amigo, Makita, que ao contrário de Suzuki, é um garoto curto e grosso.

O que será que acontece depois que Yuuka acidentalmente rouba um beijo de Makita? Como fica o coração e os sentimentos dela?

Para descobrir tais respostas, leia "Kiss x Miss", a típica história em que uma amizade se transforma em amor...

[Resenha] Dear, My Girls #7 - Kim Hee Eun

Informações Gerais:
Título: Dear, My Girls 
Autora: Kim Hee Eun
Volume: 7
Tipo: Manhwa
Número de capítulos do volume: 4 (do 24 ao 27) + 1 extra (27.2)
Número de volumes da série: 9
Gêneros: Shoujo, Romance Histórico, Slice of Life, Escolar, Família e Comédia, Harém
Sentido de leitura: Da esquerda para a direita 

Olá! Hoje vim trazer mais uma resenha da série "Dear, My Girls". Desta vez, Beth comparece à mansão dos Avery, onde é muito bem recebida pelo anfitrião da casa, o que lhe faz uma proposta para sair do país. 

Mas, como nem tudo são flores, a mocinha passa por situações não muito agradáveis: ela se perde na casa durante um tour com Leonora (deu ainda mais raiva dela, acreditem), além de que uma outra face de Gregory é revelada: Um rapaz capaz de dizer palavras duras e frias, e capaz de fazer coisas inimagináveis. Beth fica abismada com o que presencia de seu sunbae, e quer a todo o custo provar que o  amável e gentil Greg tem sua "outra face". Será que conseguirá? 

Um fato que achei interessante são os flashbacks da protagonista, pois ela está começando a entender melhor a situação de Adrian Avery, devido à sua posição, além de descobrir um pouco mais a respeito de sua família 

Quanto ao romance, a aproximação de Greg e Meg continua, e no caso de Beth e Adrian, a relação se intensifica cada vez mais, aos poucos, com abraços e cenas que nos fazem querer estar no lugar de Beth, e entrar na história de uma vez! Contudo, Laurence ainda não desistiu de Beth, e demostra seu lado gentil e protetor em relação à ela. 

Veremos como tudo irá se desenrolar a seguir. Quais serão as escolhas de Elizabeth Machi, e quais serão seus sentimentos por cada um de seus pretendentes? 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

[Resenha] Kinkyori Renai #1 - Mikimoto Rin

Informações Gerais: 
Título: Kinkyori Renai
Autora: Mikimoto Rin
Volume: 1
Quantidade de capítulos do volume: 4 (do 1 ao 4)
Ano: 2008
Gênero: Romance, Shoujo, Vida Escolar, Slice of Life e Comédia
Sentido de Leitura: Da direita para a esquerda

"Kinkyori Renai" foi um daqueles mangás que li rapidamente e apreciei demais a leitura e a temática tratada. Kururugi Uni é considerada a aluna prodígio de sua sala, pois ela tira a nota máxima em todas as disciplinas. Bem, quase todas, exceto inglês

Após confrontar seu professor (sim, garotas fofas podem bater em homens e serem bem agressivas quando querem), ela tem que passar um tempo com ele após as aulas como um castigo. O professor, Sakurai Haruka disse-lhe que em seu "castigo" ele lhe ensinará inglês

"I'm going to teach you English" (Vou te ensinar inglês)

Ela obedece e começam as aulas "particulares". Aos poucos, com essa aproximação entre professor e aluna, Kururugi Uni sente que um novo sentimento começa a se aflorar em seu coração: amor. Entretanto, ela é a típica mocinha de Ensino Médio que não sabe como expressar seus sentimentos à pessoa amada.

Nesse meio tempo a relação amorosa de ambos se desenvolve aos poucos, com os sentimentos dos personagens sendo revelados ao longo das páginas, e têm momentos bem... íntimos, até que o casal finalmente tem seu primeiro encontro.

Mas o que acontece quando Kururugi Uni é meramente chantageada por uma colega de trabalho de seu amado?

Se quer descobrir mais sobre esse casal e sobre essa história, leia esse primeiro volume de "Kinkyori Renai", que promete muitas emoções e cenas fofas para quem adora um bom romance! 💖💖💖💖 Disponível em Mangá Host

[Resenha] The Bride of the Water God #2 - Yoon Mi-Kyung

Informações Gerais: 
Título: The Bride of the Water God
Autora: Yoon Mi-Kyun
Volume: 2
Capítulos: 8 ao 13
Gêneros: Drama, Romance, Shoujo e Fantasia

"Volte para casa" foi a última coisa que Moe lhe disse. Desde então Soah ficou a pensar nessas palavras e no que tinha escutado do rapaz. Acontece que Moe na verdade, é  o Deus das Águas, quando assume sua forma humana.

Neste volume basicamente trata-se da busca de Soah pela verdade: Ela quer a qualquer custo descobrir se Habeak e Moe são realmente a mesma pessoa, e para isso precisa saber em quem confiar, pois apesar de ter fortes aliados ao seu lado, ela tem uma grande rival: Moora, conhecida como "A Bruxa do Monte dos Demônios Verdes", que sempre foi apaixonada por Habaek e por isso se sente no direito de ter sido a escolhida, e por esse motivo, detesta Soah.

No mais, a aproximação entre Moe/Habaek e Soah está cada vez maior e mais evidente, com cenas bem fofas e românticas, já que a maioria dos "encontros" de ambos é durante à noite, quando ele se mostra um adulto - extremamente atraente, por sinal -

Os sentimentos e pensamentos da mocinha estão começando a se revelar mais intensamente, e às vezes, até me ponho no lugar dela, imaginando como me sentiria em certas situações.

O lado cavalheiro do Deus das Águas está se revelando aos poucos, o que contribuiu bastante para o romance entre eles. Nestas cenas é quando me imagino naquela cena, no lugar dela, e peno: Como seria bom se eu fosse a protagonista!", porque essa aproximação deles é de matar qualquer uma que ler esse manhwa.

E lembrem-se: "Dar um pente de presente significa um pedido de casamento"

[Resenha] The Bride of the Water God#1 - Yoon Mi-Kyung

Informações Gerais: 
Título: The Bride of the Water God
Autora: Yoon Mi-Kyun
Volume: 1
Quantidade de capítulos do volume: 7 (do 1 ao 7)
Gêneros: Drama, Romance, Shoujo e Fantasia

Boa tarde, pessoas! Hoje irei falar de uma série de Manhwa que acabei de começar a ler. Chama-se "The Bride of the Water God" e traz uma temática bem original. No início estava na dúvida se começaria a leitura ou não, pois são muitos capítulos (mais de 100), mas depois vi que o manhwa vai ser adaptado para um k-drama, o que deu mais vontade de ler!

Agora irei resenhar apenas o Volume 1, que tem 7 capítulos e é mais focada em uma introdução aos personagens, como em qualquer outra série. A trama gira em torno de Soah, uma garota cuja vila onde mora está sofrendo por causa da seca. Se não chover, muitas pessoas podem vir a morrer. Diante da situação, alguém tem que se casar com o Deus da Água, para convencê-lo a ajudar os humanos inocentes, e a escolhida foi justamente Soah.

Logo que chega ao Reino das Águas ela dá de cara com um garoto. Mal sabe ela que a "criança" com quem esbarrou mais cedo é o próprio Deus da Água. Mas ele tem um segredo: de dia, sua aparência é de uma criança, e à noite, se transforma em um adulto. (muito lindo, por sinal. Já me apaixonei por ele, e de certa forma já desconfiava disso)
Ele não conta seu segredo à sua noiva, o que faz ela pensar que o rapaz que ela vê de noite é alguém completamente diferente. Ela ainda tem muito ao que se acostumar e a enfrentar, pois sua futura sogra é a Deusa da Punição e da Tortura, e portanto, temida por todos. Mas ainda bem que ela tem aliados que lhe ajudam no que precisa, entre os quais estão Yoo-hee, uma deusa bem amigável, e Hoo-ye, um cavalheiro considerado melhor arqueiro do Reino das Águas, e que a protege quando necessário. Será o início de um triângulo amoroso para Soah?

Momento Spoiler + Teorias minhas: 
No manhwa Soah diz que sua avó lhe contou que certa vez Habaek, o Deus da Água, transformou a si mesmo em uma Ninfea, uma flor que se abre apenas à noite.
Achei muito interessante esse fato, uma vez que isso explicaria, de certa forma, porque ele se transforma em um adulto apenas quando anoitece. Ou seja, "se desabrocha à noite"

[Resenha] Shirley #2 - Mori Kaoru

Informações Gerais: 
Título: Shirley 
Autora: Mori Kaoru 
Volume: 2
Quantidade de capítulos: 9 capítulos + 1 omake 

Continuando com a resenha sobre "Shirley", no segundo volume temos a rotina de Shirley trabalhando em casa e sua patroa Srta Bennet trabalhando em seu Café. Não vou contar muito para não perder a graça, porque os capítulos são bem curtinhos!

A empregada faz de tudo pela dona da casa e esta por sua vez se preocupa com a garota. A amizade ambas cresceu bastante desde então, e a vida da madame se tornou mais colorida e mais tranquila desde a chegada de Shirley 

Um fato interessante é que as pessoas finalmente conheceram a "Garota que é Maid da Senhora Bennet", gerando cenas comédia com tantos comentários! Ah, e lembram-se que eu disse que faltava um amor à madame? Pois bem, ela percebeu que o real amor que sente, é aquele dedicado à Shirley, sem a qual não consegue mais viver, e nem se imagina de tal forma 

Nesse volume também teve um omake, e contou algumas das explicações da autora a respeito do mesmo

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

[Resenha] Shirley #1 - Mori Kaoru

Informações Gerais:
Título: Shirley 
Autora: Mori Kaoru 
Volume: 1
Quantidade de capítulos do volume: 5 capítulos + 2 one shots + 1 omake e 1 extra
Ano: 2003
Gênero: Histórico, Slice of Life 

Shirley Medison é uma garota que nunca conheceu seus pais, e estava à procura de um emprego. Foi então que decidiu ir à casa de uma madame de 28 anos, para servir como empregada. Apesar de nova demais, a patroa contrata a garota. 

Com apenas 13 anos de idade, Shirley consegue fazer de tudo, pois já tinha experiência como empregada e é extremamente inteligente e dedicada. Sabe fazer diversas tarefas, desde preparar um chá quentinho (e muito delicioso) para ela e sua patroa, até limpar a casa em uma tarde inteira e costurar as roupas da madame. Ela é totalmente aplicada e prendada. Consciente e educada, é sempre muito grata à dona da casa pela oportunidade que lhe foi concedida e se desculpa a ela quando sente que cometeu algum erro ou fez algo indevido 

Em geral a Madame é bem compreensiva com Shirley, apenas a repreendendo em algumas situações, mas nada que não se reconcilie na base de uma boa conversa. A verdade é que ambas desenvolveram uma imensa amizade. Uma amiga a Madame tem, agora só falta um amor...

Extras:
Nesse volume, a autora nos concedeu duas one shots, um omake (bônus) e um extra 

As one-shots são histórias paralelas cada uma focada em uma empregada diferente. -
Na primeira história, Nelly é uma garota que trabalha em uma mansão e precisa cuidar de seu "jovem mestre", uma criança de 5 anos que é apenas um menino carente pela ausência de seus pais, mas na verdade é um bom garoto. 
A segunda história é sobre Mary, uma empregada que tem como missão cuidar de um velho mestre, um visconde bem biruta! 

Já o omake tem 10 páginas e se trata de algumas explicações que a autora faz a respeito deste volume, e recomenda a leitura de uma outra obra sua, "Emma" (que pretendo ler assim que possível). Por último, o extra é uma coletânea de imagens das empregadas abordas durante os capítulos (Shirley, Nelly e Mary) 

[Resenha] 7 Jikan-me Rhapsody - Tanaka Meca

Informações Gerais:
Título: 7 Jikan-me Rhapsody
Autora: Tanaka Meca
Número de Capítulos: 5
Ano: 2003
Gênero: Shoujo, Vida Escolar, Slice of Life, Romance
Sentido de leitura: Da direita para a esquerda

Olá, leitores! Hoje venho resenhar um mangá que gostei bastante. Chama-se 7 Jikan-me Rhapsody", e trata da relação entre uma aluna do Ensino Médio e seu professor de japonês, responsável por sua sala. Como já disse antes, gosto bastante desta temática e esta foi uma daquelas leituras bem rápidas e cativantes!

Saku Makoto é um professor carismático e atencioso, responsável pela turma do terceiro ano. Ele tem o chamado "Consultório do Amor" onde ele "ensina" as pessoas, na prática, sobre o amor. Rinko é a representante de classe e tem fama por ser durona, mas tem um lado sensível angelical e romântico. Ela deseja ter seu final feliz como nos livros. Mas aí é que está o detalhe: As únicas experiências amorosas da garota foram através do que leu em livros ou mangás de romance. Ela nunca havia sentido como é amar alguém na prática
Acontece que com o tempo, ela começa a prestar atenção em seu professor, e a desenvolver uma amizade com ele, que logo se transforma em amor. Mas Rinko está em seu último ano, prestes a se formar...Então, como ficará a sua relação com Saku Makoto? Como enfrentará essa situação?
E para completar, tem um colega da classe de Rinko que gosta muito dela...

Se quer saber como essa história de amor acaba, leia "7 Jikan-me Rhapsody" e se apaixone! E vou logo avisando: você vai se apaixonar de cara pelo Saku, dar muita risada com as caras e bocas da Rinko e torcer muito por esse casal que é lindo demais!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

[Resenha] The Sleeping Prince - Yukimura Yuni

Informações Gerais: 
Título: Oujisama no Yume Utsutsu
Título alternativo: The Sleeping Prince
Autor: Yukimura Yuni
Tipo: Mangá
Gênero: One-Shot
Ano: 2006
Sentido de leitura: Da direita para a esquerda

Você provavelmente conhece a história da Bela Adormecida, certo? Uma princesa que caiu em um sono profundo e acordou após um beijo de amor por um príncipe encantado. É sempre assim: O Príncipe que salva a mocinha indefesa e é reconhecido por seu "ato heroico"
Mas e se fosse o contrário? E se fosse o Príncipe que estivesse adormecido? E se a mocinha dessa vez não fosse uma Princesa, mas sim... uma bruxa? Seria possível?

Bem, nos contos de fadas... Tudo é possível! E nesta one-shot também, porque é exatamente assim que são as coisas nesta história, acredite se quiser

O Príncipe Herdeiro está em um sono profundo há exatamente 4 anos, devido a uma maldição desconhecida. Ele precisa assumir o trono do reino, e então o Rei tentou de todas as formas, acordá-lo. O monarca disse que a garota que acordasse seu filho poderia ter o que quisesse, mas nenhuma menina sequer conseguiu despertar o Príncipe Adormecido.

Como sua última alternativa, ele então convoca uma bruxa, para que faça com que o filho desperte. O detalhe é que Salya é a bruxa mais odiada dos contos de fadas, e entretanto, também tem um bom coração e aceitou a proposta. Dessa forma, ela entra nos sonhos do Príncipe Adormecido. Ela começa a conhecê-lo melhor nos sonhos (onde o rapaz ainda tem 15 anos) e se encanta por sua personalidade. Entretanto, sua missão é levar o Príncipe de volta à sua realidade... O único problema é que ele não quer voltar...

Então, se você também quer se apaixonar pelo Príncipe como eu, e descobrir seus mistérios, por trás deste conto de fadas e como tudo termina, leia "The Sleeping Prince" e tenha seu final feliz

"... E viveram felizes para sempre"

[Resenha] Dear, My Girls #6 - Kim Hee Eun

Informações Gerais:
Título: Dear, My Girls 
Autora: Kim Hee Eun
Volume: 6
Tipo: Manhwa
Número de capítulos do volume: 4 (do 20 ao 23) + 1 extra (23.1)
Número de volumes da série: 9
Gêneros: Shoujo, Romance Histórico, Slice of Life, Escolar, Família e Comédia, Harém
Sentido de leitura: Da esquerda para a direita 

Neste volume temos o evento das debutantes, porém acontece um conflito entre Adrian & Lauri, por conta de Elizabeth. É aqui que, ao longo das páginas, os sentimentos de ambos por Beth se revelam, principalmente por parte de Lauri.
Porém Lauri nem mesmo se dá conta de sua grande admiradora, que o ama muito. A garota não é ninguém mais e ninguém menos que Amy

O evento gera muitas falações a respeito de Beth, a qual ainda está bastante confusa a respeito de seus sentimentos. Conflitos entre ela e Leonora estão incluídos, e deu bastante raiva da Leonora, em sua posição de superior 
Voltando ao cenário da escola, a diretora e alguns funcionários estão discutindo a respeito do que fazer sobre a suspensão do aluno Adrian Avery, uma vez que o pai do garoto é bastante influente, então a decisão precisa ser tomada cuidadosamente. Sabendo da situação, Elizabeth entra em cena e tenta defender Adrian, o que gera algumas falações a mais. Muito esperto, e de modo a salvar a pele de Beth, Lauri também aparece e dá seu depoimento. Entretanto, Adrian recusa a ajuda de Beth 

A palavra final é da diretora, que elogia Beth por pensar à frente e repreende Adrian e conversa com Elizabeth sobre o garoto, e deseja que ela lhe mostre que ainda há boas pessoas 
A surpresa é que a garota recebe um convite do pai de Adrian para ir à sua residência, como recompensa a seus atos em relação a seu filho. Estou bastante ansiosa para saber o que vem a seguir. Como será que Beth se sairá ao conhecer o Sr. Avery de perto pela primeira vez? 

domingo, 22 de janeiro de 2017

[Resenha] Dear, My Girls #5 - Kim Hee Eun

Informações Gerais:
Título:
Dear, My Girls
Autora: Kim Hee Eun
Tipo: Manhwa
Número de capítulos do volume: 4 (do 16 até 19) + 1 extra (19.2)
Número de volumes da série: 9
Gêneros: Shoujo, Romance Histórico, Slice of Life, Escolar, Família e Comédia, Harém
Sentido de leitura: Da esquerda para a direita
Tudo começa com uma conversa entre a diretora e o Sr. Avery, sobre a suspensão de Adrian. O pai do rapaz é uma pessoa influente, autoritária e fria, que apenas pensa em sua riqueza. Entretanto, Gregory é grato à família Avery por tê-lo acolhido

Quanto a Adrian, ele e sua prometida, a Leonora se aproximam cada vez mais intimamente. A garota não aprova a aproximação de seu amado com Elizabeth, uma vez que ela vem de uma classe baixa. Aos poucos durante a trama e os volumes percebe-se cada vez mais claramente a questão das diferenças de classes sociais impregnada no romance dos protagonistas.

Quanto a nossa heroína, esta terá que comparecer ao evento das debutantes. Entretanto, ela não possui par para acompanhar-lhe e não sabe o que fazer. Nem seu melhor amigo lhe concedeu seu desejo. Contudo, entra em cena um novo personagem de Ravin Haven, filho de um amigo próximo do pai de Adrian. Ravin se encontra com Beth por acaso, mas aos poucos desenvolve sentimentos pela mesma. Será um possível par para ela?

O romance entre Margaret e Gregory continua, apesar de ser bem mais sutil, por conta da personalidade de Meg. A relação entre professora-aluno também me agrada bastante, é uma temática que gosto imensamente
Em relação ao baile, muitas surpresas acontecerão durante e depois disso com certeza! Elizabeth terá seu par... Resta saber de quem se trata!

Minhas impressões sobre esse volume

Como devem saber, estou amando a série. O fato de entrar um novo personagem na trama me agradou imensamente. O meu único desagrado na história toda se chama Leonora. Pode ser que ela realmente ame Adrian, com quem está prometida, entretanto, apesar de ser linda por fora (nem eu mesma resisto à beleza dela ao ler o manhwa), - e das cenas com o Adrian srem bem fofas - ela se mostra uma menina fútil e ambiciosa, que apenas pensa na "honra de sua família" (e na de Adrian), o que ela entende como manter o status de aristocrata. Por esses motivos, eu peguei aquela "raivinha" dela enquanto lia. Espero que ela uma hora ou outra, "caia na real", que a vida não é apenas composta de status e riqueza, mas sim daquilo que somos. Espero que até o fim desta história, Leonora realmente consiga encontrar o amor, porque no fundo, não é uma má pessoa. Quanto a Adrian, espero que ele ouça logo seu coração e que encontre o amor também, e que se permita se apaixonar. De preferência que seja por Elizabeth!

sábado, 21 de janeiro de 2017

[Tradução] Leng Zhan - Rainie Yang

Legendei essa música linda da Rainie Yang e espero que gostem, assim como nós, as xarás!
Informações Gerais:
Artista: Rainie Yang/Yang Chen Li
Música: Leng Zhan (Guerra Fria)
Número da faixa: 04
Data: Novembro de 2008
Idioma: Mandarim
Gênero: Mandopop (Taiwan)
Artistas participantes do clipe: Rainie Yang & George Hu

Comentários: 
Quando escutei essa música pela  primeira vez, pergunte-me o porquê do título "Guerra Fria". Como uma interpretação penso que é porque durante a Guerra Fria havia o muro de Berlim, que separava as duas Alemanhas. Na música, o "muro" é invisível, mas é uma metáfora a barreira que ela encontra no amor, como se estivessem em lados opostos. Além disso, "Guerra Fria" foi um conflito ideológico, ou seja formas diferentes e antagônicas de se pensar. Neste caso, refere-se ao amor. Enquanto a personagem interpretada por Rainie deseja amá-lo ainda mais, ele não o quer. Desta forma, a garota tem que "deixar fluir" (deixar o amor partir) 
Ao final, ela fala que quer se entregar às memórias e deseja ser livre. De fato, ao fim de cada guerra, seja qual ela for, apenas o que resta são meras lembranças, as quais carregaremos como "marcas" em nossos corações. E há quem diga que as maiores marcas que os seres humanos deixam uns aos outros, são aquelas que nos machucam, mas que, de qualquer forma, não importa como, temos que superá-las. 

Quanto ao jogo de palavras usadas por Rainie Yang, a palavra "frio" pode se referir a um sentido mais literal, no sentido de ambiente, descrito como "atmosfera fria", mas também no sentido figurado, e mais emocional, expressando a "frieza"e o desinteresse do rapaz em relação ao amor e ao sentimento, tal como a forma fria como trata a garota: com distância e indiferença. 

Essa é uma música cheia de metáforas e de muito sentimento, que retrata claramente os sentimentos de uma garota em relação à sua história de amor, que infelizmente, não terminou com "felizes para sempre" 

~ Rebeca (Mi Young) 

[Resenha] The Secret Garden

Boa Tarde queridos leitores! Há quanto tempo não é mesmo? Mas eu voltei e com uma lista imensa de doramas para fazer resenha. É que os dramas são tão irresistíveis que terminamos um e já vamos para outro kkkk
Secret Garden retrata a jornada de duas pessoas com personalidades, gostos e estilo de vida completamente distintos. Kim Joo Won é um abastado presidente de empresa,arrogante e excêntrico. Ele cria as próprias regras, mesmo que isso signifique desrespeitar o horário de trabalho ou faltar. Devido a sua atitude pouco profissional adquire muitos inimigos. Em contrapartida, tornou-se muito competente em proporcionar lucros exorbitantes para sua empresa.
Quando conhecemos Gil Ra Im nos deparamos com uma dublê de personalidade forte,simples,bonita, guerreira, sonhadora e muito determinada. Órfã de mãe e pai, foi obrigada  a descobrir precocemente a vida em seus mais plenos desafios. Poderiam duas pessoas tão diferentes e separadas por um abismo social serem felizes juntas?  Felizmente o destino não estava nem ligando para isso...Logo eles se conheceriam.
Certo dia o cantor Óscar se envolve em um problema com uma atriz famosa e então Joo Won tem que ajudá-lo a resolver este inconveniente, uma vez que isso pode prejudicar a imagem da organização. Como Ra Im e a atriz pareciam semelhantes devido ao figurino este confundiu Raim com ela. A partir desse momento ambos passam a ter antipatia um pelo outro, mas em pouco tempo Joo Won se apaixona e passa a perseguir nossa mocinha.
E agora vamos a sessão de fotos do casal porque eu sou a louca compulsiva por fotos. Afinal uma foto era mais fofa que a outra.














Que situação engraçada KKK
Personagens Secundários:
Oska é o sedutor primo de Joo Won, além de ser um cantor que enfrenta problemas na carreira artística. Ele e o primo são super competitivos entre eles, porém se amam.

Yoon Seul é um amor da juventude de Oska. Mesmo com o passar dos anos o amor deles não pereceu. Mas se o amor deles se manteve com a mesma intensidade porquê eles não ficam juntos? O que de tão grave aconteceu para eles se separarem? Esse é um mistério que se esclarece no decorrer dos episódios e que só saberão assistindo. Ha Ha.
O secretário engraçado de Joo Won
Ah Young, melhor amiga de Ra Im.
 Moon Boon Hong é a mãe super protetora de Joo Won. Megera, materialista e egocêntrica só permite que o filho namore ou case com mulheres ricas. Olha, eu achava que não poderia existir mãe pior que a do Tsukasa de Hana Yori Dango. Mas essa mulher provou que pode kkkk
Se ela não for pior é igualzinha a mãe do Domyoji.


Jong Soo, o diretor da academia de dublês e também apaixonado por Gil Ra Im

Esse é o lindo do Hun Tae Sun, um compositor bem rebelde que acaba se apaixonado por Oska. Foi nesse dorama que eu encontrei o lindo, maravilhoso, sedutor Lee Jong Suk. Ele fica lindo de qualquer jeito! Amei vê-lo na pele desse rebelde.
Conclusão 
Secret Garden foi o meu primeiro k-drama de longa duração e ao contrário de muita gente não achei a troca de corpos tão clichê assim. Isso porque eu nunca tinha visto um dorama com essa temática envolvida. Na verdade exitei antes de assistir, pois eu tinha visto o filme" Se Eu fosse Você e não gostei nada. Mas resolvi dar uma chance ao talento coreano e não me arrependo nem por um segundo. 
O Jardim Secreto lhe proporcionará dias repletos de cenas fofas, casal secundário fofo, raiva em vários momentos, tristezas, alegrias, mistérios, surpresas e acima de tudo, atores lindos e competentes. Hyun Bin conseguiu interpretar de forma majestosa o seu personagem, nos fazendo sentir raiva e amor por ele logo depois. Sua colega de trabalho não ficou atrás, ela também interpretou seu papel com maestria. Os dois tem uma ótima química. Também amei o personagem do Oska e de seu amor. Eles mostraram que o amor é o sentimento mais importante e capaz de transcender o tempo. Eles dois despertaram o meu amor pelos oppas.  O final foi bem satisfatório, sem pontas soltas. Só achei que enrolaram muito, o drama poderia ter um desfecho perfeito em menos de vinte episódios.
Para experimentar esse misto de emoções, se deliciando com o romance entre eles embarque nessa jornada e entre de vez para o mundo "dorameiro". É um drama perfeito para iniciar tanto no clichê de Ceo rico e mocinha pobre como em um primeiro k-drama, ou se você deseja algo mais clássico.
Beijos! Espero que tenham gostado da resenha.