terça-feira, 5 de abril de 2016

[Fanfic] Novos começos by Rebeca Suzuki

Esta fic é baseada no anime Yumeiro Patissiere, na qual a trama é centrada nos protagonistas e seu futuro promissor em Londres. 

Sinopse completa: Ichigo e seus amigos tem mais uma jornada pela frente... E o futuro lhe aguarda muitas surpresas, sendo que uma é a maior de todas, e vem de alguém muito especial
Capítulos:
Capítulo 1 - Doces confissões 
Capítulo 2 - Reencontro entre amigos 
Capítulo 3 - Maratona de estudos com muito amor 
Capítulo 4 - Família e amor 
Capítulo 5 - Descobriram o nosso amor, e agora?
Capítulo 6 - Despedidas e Encontros 
Capítulo 7 - Hello, London
Capítulo 8 - Little Dreams 
Capítulo 9 - Discussões entre amigos 
Capítulo 10 - Conflitos e amor 
Capítulo 11 - Uma loja nova e novas surpresas
Capítulo 12 - As amargas intrigas da Família Kashino
Capítulo 13 - Interrogatório
Capítulo 14 - Fortes acontecimentos 
Capítulo 15 - A hora da verdade 
Capítulo 16 - Um novo... trabalho? 
Capítulo 17 - Família Amano e os Príncipes dos Doces (ou um pouco mais do que isso)  
Capítulo 18 - Um recital e... Um encontro a sós! (em breve) 

Bônus: Surpresas de Natal 


Data original do post: 17/12/2015
Postagem em constante atualização conforme a publicação de novos capítulos 

Novos Começos - Capítulo 15

Fanfic / Fanfiction de Yumeiro Pâtissière - Novos começos - Capítulo 15 - A Hora da Verdade

Finalmente chegou o grande dia. Aquele em que realmente saberíamos exatamente quem foi melhor nas vendas nos primeiros dois meses de trabalho. Então, aquele dia era o dia decisivo, para definirmos quem seria o vencedor. Para a nossa surpresa, a loja estava cada vez mais cheia, o que era uma enorme vantagem em um momento daqueles. Tratamos de nos acalmarmos, mesmo fervendo de ansiedade, pois todos nós sabíamos que tínhamos feito de tudo até o momento presente, e nos dedicar à clientela e receber a aprovação dos mesmos ajudava e muito a manter a calma e ganhar confiança.
Pela tarde, quando estávamos fazendo mais uma porção de doces, nossos Espíritos dos Doces, vieram até nós, enérgicos:
Kashino, você tem que ganhar essa competição, ouviu? Tem que vencê-la! exclamou a parceira dele, Chocolat, com as mãos na cintura.
Claro ele respondeu imediatamente, estranhando o comportamento da amiga
O que há com ela? eu perguntei a Vanilla, baixinho.
Aconteceram... Algumas coisas...
Quando ela fica assim... começou Caramel
É melhor nem perguntar! finalizou Café 
Nós apenas estávamos escutando o que aqueles pequenos grandes amigos falavam, mas nesse momento, a própria Chocolat decidiu falar:
Não vou perder para aquela metida da Marron exclamou, com raiva no olhar.
Começou... falou Café
Chocolat olhou bem fundo, como se dissesse: “ninguém pediu pra comentar”, ainda bem brava.
Ao final, ela falou olhando para nós, parceiros:
Vocês também não vão perder pra Oujou, vão? ela perguntou, a mão na cintura
Claro que não! respondemos todos em coro
Que bom, então todos os Espíritos dos Doces exclamaram Vamos ganhar!


Algumas horas mais tarde, à noite...
Chegamos na hora e no local combinado previamente. Logo vimos que a Koshiro-san já estava a nossa espera.
Ah, enfim vocês chegaram, hein! ela comemorou, daquela maneira diabólica dela.
Chegamos no horário marcado eu informei a ela, séria.
Vamos acabar com isso logo! exclamou o Makoto, que já estava querendo saber o resultado desde cedo.
Apesar de tentarmos esconder as emoções (principalmente por parte dos rapazes), e também de estarmos praticamente todos calados, nós estávamos extremamente ansiosos para saber quem venceria a competição.
Entretanto, Koshiro Miya não cedeu à atmosfera tensa que nos dominava naquele momento. Ela estava confiante. Até demais para o meu gosto. Percebi isso no momento em que ela falou:
Verdade, temos que começar com isso logo.
Mas não era um comentário qualquer, dava pra sentir. Era presunçoso e muito cheio de confiança e convicção. O olhar dela refletia o que ela pensava daquilo: “vou ganhar”.
 Ela não estava de brincadeira, mas também não queria perder para nós. Mal sabia ela o quanto isso era recíproco da nossa parte.
Logo ela ordenou a Satou, um de seus companheiros
Mostre quanto foi o total das vendas da nossa loja
Claro, senhorita, é pra já!
Então, apareceu na tela: 200.000
Fiquei impressionada, e ela cada vez mais presunçosa que venceria. Lendo as nossas expressões, Kashino Makoto decidiu se manifestar curto, grosso e determinado:
Isso não é nada! Ainda não perdemos!
No mesmo instante, a parceira da Ojou, Marron, olhando para Chocolat, disse:
Prepare-se para perder!
Chocolat notou o tom debochado que Marron tinha na voz, e afirmou, furiosa:
Não perderei pra alguém como você! Isso nunca vai acontecer!!

Koshiro-san parecia se divertir com a minha expressão de espantada e com o comentário dele. Ao perceber isso, Kashino disse, olhando para ela, no mesmo tom de antes:
Você pode tirar o sorriso da cara, ok? ele estava irritado com a “alegria” da Ojou
Ela nada respondeu, e somente ordenou ao companheiro:
Satou, mostre as vendas da Little Dreams no último 1 mês e meio
Agora mesmo, Ojou-sama
Apareceu na tela: 150.000
Ao ver o resultado, ela perguntou a mim, intencionalmente:
Ainda acha que pode me vencer, Amano Ichigo?
Claro que sim! respondi na lata, com toda a confiança que carregava comigo, sem hesitar
Então, ela ordenou ao companheiro:
Satou, revele quanto foi a venda da Little Dreams nas últimas duas semanas
O resultado apareceu segundos depois: 100.000
Como assim, 100.000?!
É maior venda desde a abertura Kashino e eu respondemos
E nos meses de sazonalidade é quando tem mais clientes, ou você se esqueceu que umas duas semanas atrás foi o White Day? completou Hanabusa-kun
Parece que muitas pessoas preferiram vir na nossa loja do que na sua esses tempos, não é mesmo? o Andou-kun desafiou a Ojou
Ela ficou morrendo de raiva da gente nessa hora (e de admitir que perdeu) e ficou nos olhando com cara de quem chupou limão azedo e não gostou. Marron tinha a mesma expressão quando olhou para Chocolat, uma última vez naquele dia.
As últimas palavras de Koshiro Miya foram o “pronunciamento” que tinha a fazer mesmo detestando:
Isso significa que...
Ela nem precisou se dar ao trabalho de terminar de falar, porque todos nós completamos e comemoramos dizendo:
Nós vencemos!!! gritamos de felicidade, com a alegria e satisfação no rosto
Quanto à Ojou, não querendo dar o braço a torcer, apenas nos comunicou:
Sorte de principiante. Mas isso não fica assim! Vejo vocês na próxima! E saiu logo depois

Estávamos completamente felizes com o resultado (e nossos Espíritos dos Doces também), mas sabíamos que haveria muito mais pela frente a nos esperar, e estaríamos prontos para tudo o que viesse. E aquela era apenas uma de muitas das vitórias que teríamos para conquistar